Sejam bem vindos ao Encantos da nossa aldeia, blogue para a divulgação das paisagens e habitos do povo das aldeias do nosso Portugal

Deixem o vosso comentario e voltem sempre



domingo, 14 de fevereiro de 2010

Viagens pelo meu País 4




Duas imagens da linda Vila da Vidigueira sendo uma da Praça da Republica e a outra da Praça Vasco da Gama

Imagem de Portel com uma linda vista para o seru altaneiro castelo
Dizia Jorge Pulido Valente na Rádio Pax:
Nós não vamos a lado nenhum se não tivermos uma capital regional, como Beja, forte, dinâmica, empreendedora, aberta e congregadora
Pois é verdade Partimos d e Évora em direção a Beja no entanto até cá chegar, parámos em Portel, Lugar marcado por uma paisagem dominada pela serra, Portel assume-se hoje como a “Capital do Montado” e a porta de acesso a Alqueva, e asim é fomos á barragem do Alqueva,
Obra grandiosa localizada no coração do Alentejo, a Barragem de Alqueva, insere-se na bacia hidrográfica do Rio Guadiana e desde 2002 tem estado a encher. e será porventura hoje o maior lago artificial da Europa. Com uma paisagem dominada pelo Montado de sobro e de azinho. depois parámos na Vidigueira, sede de um município com 314,20 km² de área ,com pouco mais ou menos 6.000 habitantes subdividido em 4 freguesias. O município é limitado a norte pelo município de Portel, a leste por Moura, a sueste por Serpa, a sul por Beja e a oeste por Cuba
Os seus campos verdejantes, e bem cultivados dão nos a sensação de estarmos verdadeiramente nos grandes campos alentejanos com vinhas a perder de vista, odores do campo: Achei a Vidigueira uma Vila bem simpatica
E pronto cá estamos chegadinhos a Beja, Capital do Baixo Alentejo grandes campos plantados de vinhas que lhe dão o cognome de capital do vinho
Conta a lenda que quando Beja era uma pequena localidade de cabanas rodeada de um compacto matagal, uma serpente assassina era o maior problema da população. A solução para este dilema passou por assassinar a serpente, feito alcançado deixando um touro envenenado na floresta onde habitava a serpente. É devido a esta lenda que existe um touro representado no brasão de Beja.
E com isto pouco mais posso acrescentar, a não ser apenas dizer que visito muitas vezes Beja, cidade que me dá prazer rever
Vou deixarvos um leque de fotografias tiradas neste percurso que irão atestar a veracidade das minhas palavras no que concerne á beleza paisagistica


1 comentário:

  1. Amigo Luis, o nosso cantinho e lindo de norte a sul...

    Abracos amigo e bom carnaval

    ResponderEliminar