Sejam bem vindos ao Encantos da nossa aldeia, blogue para a divulgação das paisagens e habitos do povo das aldeias do nosso Portugal

Deixem o vosso comentario e voltem sempre



quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Viajens pelo meu País 5

Carnaval de Loulé 2010

Como estava prometido, hoje vou mostrar algo do que tivemos hipótese de ver em Loulé Saimos de Beja seguindo pela IP2 parámos ainda em Castro Verde um pouco antes d e entrarmos na Autoestrada para o Algarve Chegando no Domingo Gordo ou seja domingo de carnaval a Loulé onde já se faziam ouvir os gritos de alegria e a musica que saía dos altifalantes do corso de carnaval que se apresentava na avenida principal de Loulé, avenida Costa Mealha A meio da tarde o corso acabou. O desfile de domingo acabou apenas por durar cerca de uma hora e meia - metade do tempo previsto -, levando algumas pessoas a reclamar junto da organização o dinheiro do bilhete, no valor de dois euros o que por acaso não foi o meu caso. Os festejos carnavalescos continuavam no mercado municipal onde estava a RTP a transmitir em directo. Já não assisti a esta parte: O vento era frio a chuva começava a cair em abundancia. Se eu pudesse, ou melhor se tivesse poderes para modificar o carnaval, passaria a festejar s e em Portugal nos meses de Julho, Agosto ou Setembro, para não termos qeu abandonar a festa a meio por causa do frio e da chuva mas muito particularmente para não termos qeu ver aquelas mocinhas completamente descascadas a tremer de frio e não poderem dar nos a visão d e uma mais bela e completa actuação tanto em terra como em cima dos lindos carros alegóricos. E ontem terça feira aconteceu a mesmissima coisa de domingo Em Moncarapacho onde normalmente se juntam mais de 70 ou 80 mil foliões, este ano se havia 30 mil já era muito E foi assim em quase todo o País Embora de má qualidade aqui vos deixo um video que consegui mesmo com o mau tempo que se fazia sentir
video

2 comentários:

  1. Carnaval é folia, mas também é cópia do que se passa em países quentes como o Brasil.
    Não temos necessidade de imitar os outros.
    As nossas sátiras costumam ser do melhor que se faz por aí e muitas imagens falam mais que muitas palavras

    ResponderEliminar
  2. Festa e sempre festa, amigo. E o povo quer e festa, para esquecer as agruras dos dias :-)
    Abracos, Luis

    ResponderEliminar